Preloader image

Conheça as principais novidades do iOS 8

|
Conheça as principais novidades do iOS 8

O iOS 8 chega nesta quarta-feira, 17, para alegria de usuários da Apple (você pode conferir detalhes sobre como atualizar e se seu aparelho será contemplado neste link). Algumas mudanças grandes esperam os usuários, mas não em relação a visual. As novidades ficam, principalmente, na área de recursos.

Novidades
A primeira grande mudança são as notificações do sistema. Sem sair de um app, o usuário pode responder mensagens recebidas, ou curtir uma postagem no Facebook. Também é possível interagir com as notificações na tela de bloqueio, como aceitar um convite sem a necessidade de desbloquear o celular.

O iOS 8 terá um aplicativo chamado "Health" que, como o nome já diz, serve para monitoramento da saúde do usuário. Ele será conectado ao HealthKit, que permitirá a integração com aplicativos de terceiros. A Apple diz que o sistema será capaz de notar alterações no corpo do usuário e, em caso de emergência, será possível notificar automaticamente o hospital para receber atendimento mais rápido. Obviamente que ele deve ter uma grande integração com o Apple Watch assim que o relógio for lançado.

O clique dublo no botão Home incluirá os contatos recentes, também. A busca do Spotlight foi melhorada para mostrar apps no aparelho e aqueles que você ainda não possui. Também será possível procurar por filmes, notícias, artigos na Wikipédia, etc.

A empresa revelou um teclado melhorado, capaz de sugerir palavras de acordo com os hábitos de digitação do usuário. Um exemplo: ao receber a mensagem "Quer ir ao cinema e depois jantar?", ele é capaz de sugerir as palavras "cinema" e "jantar" sem que o usuário toque no celular. O recurso aprende o vocabulário da pessoa para sugerir palavras usadas frequentemente. A Apple diz que nenhuma dessas informações sai do aparelho, garantindo a privacidade. 

O app de mensagens, que é o "mais usado do iOS", segundo a Apple, foi modificado, permitindo nomear as conversas para organizá-las com mais cuidado e até mesmo deixar aquelas na qual você não tem mais interesse. É possível fazer fotos e vídeos, ou gravar mensagens de voz, e enviá-los automaticamente com um pequeno atalho na interface. Estas mensagens se autodestroem depois de algum tempo, ao estilo Snapchat.

A Apple também lançou o Family Sharing, que une vários dispositivos em apenas uma "família". Assim, fica mais fácil compartilhar mídia entre os aparelhos, entre outros conteúdos. É possível encontrar o aparelho de seus contatos. Além disso, quando uma criança tentar comprar algum aplicativo, por exemplo, os pais poderão ser notificados e deverão dar permissão para a compra.
Para fotos, a empresa passou a oferecer armazenamento para fotos e vídeos na nuvem, para que elas sejam acessadas em qualquer aparelho. O iOS ganha também uma ferramenta de edição chamada "Smart Editing", capaz de melhorar fotos e vídeos. Foi adicionado também uma ferramenta de busca de fotos, com sugestões de imagens recém-tiradas ou vistas mais recentemente.

O Siri também foi levemente modificado, para atender ao comando "Hey, Siri". Ao dizer estas palavras, o sistema se abre para conversar com o usuário, claramente uma resposta ao "Ok, Google", do Android. O aplicativo terá integração com o Shazam para identificação de músicas.

Abertura do sistema
A Apple decidiu abrir o iOS 8 para duas novas funções importantes poderão mudar a briga com o Android. A empresa liberou a entrada de novos teclados e novos widgets no sistema operacional, dando mais ferramentas e liberdade para desenvolvedores.

Até agora, teclados diferentes dependiam de "dribles" nas restrições da Apple. Os desenvolvedores poderiam incluir teclados personalizados em seus apps, mas nunca poderiam ampliar a ferramenta para todo o sistema. Agora isso é possível. O SwiftKey, aplicativo de teclado customizável muito popular no Android, já está confirmado no iOS 8.

Já sobre os widgets, eles ficarão localizados na tela de notificações do iOS, de forma semelhante ao que era visto no iOS 5 e 6 (e abandonado no 7), mas bastante melhorado. Com a novidade, usuários poderão selecionar aplicativos que mostrarão informações neste espaço.

Por exemplo: erá possível fixar informações sobre esportes, clima e quaisquer outras que o usuário prefira neste espaço. Assim, a Apple se prepara para competir com mais força contra o Android e o Windows Phone na área de acesso rápido a informações de apps.




Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/44155/44155