Preloader image

Bateria de smartphones libera mais de 100 gases tóxicos, diz estudo

|
Bateria de smartphones libera mais de 100 gases tóxicos, diz estudo

Cientistas chineses publicaram nesta semana um estudo minucioso sobre as baterias de íons de lítio, as mesmas utilizadas normalmente em smartphones, tablets e notebooks modernos. O resultado foi a descoberta de que essas baterias podem expelir mais de 100 tipos diferentes de gases tóxicos.

Segundo os pesquisadores do Instituto de Defesa NBC e da Universidade de Tsinghua, na China, responsáveis pelo estudo, se esses gases, por um defeito no celular, acabarem em contato com o ar, eles podem causar fortes irritações na pele, nos olhos e nas vias respiratórias, além de prejudicar o meio-ambiente de modo geral. Em alguns casos, o acidente pode até ser fatal.

"Tais substâncias perigosas, em especial o monóxido de carbono, têm o potencial de causar danos graves dentro de um curto período de tempo se vazarem dentro de um ambiente pequeno e vedado, tal como o interior de um carro ou o compartimento de um avião", disse Jie Sun, cientista que liderou a pesquisa.

O estudo também alerta para a combinação perigosa de componentes químicos que, no caso de um superaquecimento acidental, podem fazer a bateria explodir - o que chegou a acontecer com diversas unidades do Galaxy Note 7. O dispositivo acabou tendo sua fabricação suspensa pela Samsung por conta desse problema.

"A bateria de íons de lítio é usada por milhões de famílias. Portanto, é indispensável que o público em geral compreenda os riscos por trás desta fonte de energia", diz Sun. A pesquisa foi publicada na revista científica Elsevier Nano Energy.




Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/fique_seguro/noticia/bateria-de-smartphones-libera-mais-de-100-gases-toxicos-diz-estudo/64163